Blown Away

  • Record Label: Arista
  • Release Date: May 1, 2012
Metascore
70

Generally favorable reviews - based on 12 Critics

Critic score distribution:
  1. Positive: 7 out of 12
  2. Negative: 0 out of 12
Buy On
  1. May 2, 2012
    80
    She's meant to be be a superstar and she's never seemed as comfortable with her calling as she does on Blown Away.
  2. Aug 30, 2012
    70
    Everything else [besides "Good in Goodbye" and "One Way Ticket"] is worth hearing, learning, and trying to love.
  3. 83
    When she's a good girl, she's very good--but Bad Carrie just sounds better.
  4. Apr 30, 2012
    70
    While the album starts bold and mechanically impressive, it gets progressively quieter over the course of its first half, as if she were taking a break from fire-breathing... [Yet] relaxation is not her milieu.
  5. 80
    While previous efforts seemed a bit unfocused and disseminated, Blown Away is more thematic and unified, resulting in Underwood's strongest effort to date, which easily leaves her previous releases twisting in the wind.
  6. May 1, 2012
    89
    In an already impressive, multi-platinum career, Blown Away is a landmark achievement.
  7. May 10, 2012
    80
    This is easily Carrie's most well-rounded and confident work to date.
User Score
8.1

Universal acclaim- based on 69 Ratings

User score distribution:
  1. Positive: 16 out of 19
  2. Mixed: 0 out of 19
  3. Negative: 3 out of 19
  1. Nov 4, 2012
    9
    Muitos podem pensar que a Taylor Swift foi a artista que abriu as portas para uma nova geração de cantores country fazendo umaMuitos podem pensar que a Taylor Swift foi a artista que abriu as portas para uma nova geração de cantores country fazendo uma nova fase no estilo que estava um pouco esquecido do mainstream. Erro comum. Na verdade, a cabeça disso tudo é a Carrie Underwood. Ajudada pela platarforma que foi ter vencido o American Idol, Carrie retomou um velho arquétipo que estava fazendo falta ao country: a diva. Cercada por um grupo de produtores competentes e dona de um talento gigantesco ela se tornou um imenso sucesso logo no primeiro álbum Some Hearts em 2005 quando vendeu mais de 7 milhões de cópias e rendeu 3 Grammy's, inclusive de Artista Revelação. Com mais dois álbuns lançados, 14 milhões de cópias vendidas e 5 Grammy's na prateleira, Carrie se tornou a maior vencedora do AI de todos os tempos batendo a "original" Kelly Clarkson. Passado sete anos, ela se prepara para lançar seu quarto álbum e mostra mais uma vez o motivo por ser a verdadeira "princesa" do country.

    Blown Away é sem dúvida nenhuma o seu melhor trabalho. Um trabalho maduro do começo ao fim mostrando um lado mais dark de Carrie. A evolução sonora dela é visível: um som mais rock com algo de pop, mas sempre ressaltando o country. O grande mérito do álbum é a coesão sonora que ele produz. Não há momentos fracos ou médios. Todas as músicas estão muito acima da média. Cada uma é um trabalho cuidadoso e competente costurando as amarras para criar um trabalho poderoso e memorável. A produção instrumental é perfeita dando para cada faixa personalidade. Enquanto isso, Carrie mostra o motivo de ser a melhor voz da sua geração. Mais que apenas uma cantora, ela é uma interprete. Seu trabalho vocal é precioso e vai de power baladas até uptempo com a mesma qualidade e essência. Outro motivo de elogios são as composições. Apesar de certos momentos pecarem um pouco devido a falta de mais "substância", no geral são letras fortes e bem escritas. Quem é fã deve achar o tom mais sombrio, pessimista e até triste na maioria das músicas, principalmente em comparação aos outros trabalhos de Carrie. Contudo, isso mostra uma busca mais aprofundada por expor os sentimentos e uma personalidade mais adequada com o momento de crescimento de Carrie. é difícil falar em pontos altos com um álbum tão bom, mas posso ressaltar quanto que valem a pena ouvirem com mais cuidado: o single Good Girl, a poderosa Blown Away, a triste Forever Changed e a divertida Cupid's Got a Shotgun. E para quem duvidava, Carrie é a melhor cantora country da sua geração. Taylor é apenas uma "seguidora".
    Full Review »
  2. Aug 6, 2012
    3
    Sorry, Carrie Underwood trying to have a dark side? Laughable. And trying to cross over into Pop? Gotta say, just a little too much twangSorry, Carrie Underwood trying to have a dark side? Laughable. And trying to cross over into Pop? Gotta say, just a little too much twang in there to be believable. She has a nice voice, sort of like a Barbara Mandrell, but not as entertaining - very bland. Full Review »
  3. Jun 27, 2012
    8
    This album is a great country album. Carrie never disappoints when is comes to delivering good country music. She is really one of the fewThis album is a great country album. Carrie never disappoints when is comes to delivering good country music. She is really one of the few female country artists who makes the country world interesting. Full Review »